Sustentabilidade corporativa trata apenas de mudanças climáticas?

March 16, 2019

 

Sabe aquela pergunta que a gente tem vergonha de perguntar? Então essa é uma delas, a primeira vez que me deparei com essa pergunta foi quando expliquei para uma pessoa em um evento, sobre o que eu fazia e ele sempre remetia a mudanças climáticas. Depois acabei me esquecendo, até que novamente me deparei com essa mesma situação.

 

A resposta é não, sustentabilidade não se trata só de mudanças climáticas, primeiro que porque se olharmos a evolução do conceito de sustentabilidade, a qual remonta a Malthus e sua teoria populacional, entenderemos que a construção aconteceu baseada nas teorias de restrição, e antes de entendermos os impactos da mudança do clima.

 

No entanto, também não são assuntos dissociados e sim complementares, a mudança do clima está acontecendo, é uma realidade e a necessidade de nos prepararmos e principalmente de transformarmos o nosso modo de fazer e agir é sim dentro do espectro da sustentabilidade.

 

 

A sustentabilidade em seu conceito moderno, cunhado por John Elkington pressupõe a existência do tripé, Planet, Profit e People. Ainda que ele tenha feito um recall do conceito recentemente, a fundamentação continua valendo, é imprescindível pensar os modelos de negócio a partir dessa ótica.

 

Dessa forma, entendo que as mudanças climáticas são como um cenário ao qual as organizações precisam avaliar e se preparar, e o fazem a partir da área de sustentabilidade corporativa. A mudança do clima é portanto um grande gatilho de transformação dos negócios.

 

O que faz um setor de sustentabilidade corporativa?

 

Uma área de sustentabilidade corporativa em uma empresa pode ter várias responsabilidades, principalmente porque existem hoje diferentes tipos de abordagem para a sustentabilidade. Se quiser saber mais sobre esse assunto, dá uma olhada nesse artigo aqui.

 

Muitas organizações confundem as áreas de meio ambiente, EHS, SSMA e qualquer outra sigla que existir, com a sustentabilidade corporativa.​ No entanto a verdade é que a sustentabilidade corporativa tem um viés mais estratégico enquanto que as áreas de meio ambiente, são mais operacionais.

 

 

Lembra daquele esquema de estratégico, tático e operacional? O estratégico é que o tem uma visão mais a longo prazo, define diretrizes, políticas e modos de atuação. É quem diz o que a empresa quer ser, aonde ela quer chegar. 

 

Já o tático é quem "pega essa visão", como diria o Rick Chester, e diz como vamos fazer para cumpri-la. É geralmente a turma de gestores, que controla e administra a execução do time operacional.

 

E por último, o operacional, que vai executar o plano para que a organização consiga de fato chegar naquele planejamento.

 

Sendo assim, dentro das organizações conseguimos enxergar os três níveis, sendo os técnicos de meio ambiente, segurança ou EHS, a parte operacional, que vai executar os processos no dia a dia, controlando a ETE, a central de resíduos, e por aí vai. Os gestores acabam exercendo parte do operacional e parte do tático, porque além de entrar no dia a dia da operação, também exercem o planejamento das atividades.

 

A sustentabilidade corporativa exerce o papel estratégico e tático, pois olha para o negócio a partir do ponto de vista do tripé da sustentabilidade e busca induzir e introjetar na organização a transição para um modelo de negócios baseado na sustentabilidade.

 

Dessa forma, pode ser função da sustentabilidade corporativa, o desenvolvimento e pesquisa de tecnologias associadas a ecoeficiência,  a gestão de projetos sociais e ambientais, a gestão do sistema de gestão integrado, a obtenção de certificações e relatórios globais de sustentabilidade (GRI, ISE e etc).

 

A sustentabilidade corporativa sempre deve ter uma visão estratégica, com alguma pegada tática caso necessário, sempre baseada no tripé Planeta, Pessoas e Lucro.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Como evitar dificuldades na renovação de licenças ambientais.

October 5, 2016

1/1
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo